Segurança em cada cômodo: mantenha as crianças longe de acidentes

Data: 29 de julho de 2016 Por: Tele-Alarme
Em: Dicas de Segurança

kid playing hopscotch on playground outdoorsCrianças são sempre cheias de energia e curiosidade, combinação capaz de levar os pais à loucura! De repente, a sua própria casa se torna uma zona de perigo para a garotada, cheia de objetos capazes de provocar os mais diversos tipos de acidente. Pensando nisso, separamos algumas dicas simples para tornar o seu lar mais seguro. Confira:

01 – Móveis e decoração

Quando se trata de crianças, qualquer quina de mesa pode tornar-se um potencial causador de acidentes. Por isso, é sempre importante observar a posição dos móveis em cada cômodo da casa e, para garantir uma proteção completa, cobrir as quinas com protetores. Além disso, evite colocar objetos cortantes ou quebráveis ao alcance dos pequenos e deixar móveis como cadeiras ou mesas próximos a janelas e sacadas.

02 – Tomadas e rede elétrica

Jamais permita que haja fios desencapados ou tomadas descobertas nos cômodos da casa. Invista em protetores de tomadas e tome precauções para evitar curtos-circuitos em geral: cheque tomadas, extensões, adaptadores e aparelhos eletrônicos.

03 – Cozinha

A cozinha é um dos lugares da casa que mais precisam de atenção. O ideal é evitar que as crianças tenham acesso a ela sem a presença de um adulto, mas, se isso não for possível, procure trabalhar com fogões que possuem trava de segurança, prefira cozinhar nas bocas de trás e coloque sempre os cabos das panelas voltados para dentro. Também é importante manter objetos cortantes e substâncias perigosas bem trancados e longe do alcance dos pequenos.

04 – Banheiro e área de serviço

Você sabia que crianças podem se afogar em apenas 2,5 cm de água? Tome extremo cuidado com banheiras, vasos sanitários, baldes, piscinas e outros objetos que podem acumular água. Além disso, produtos que podem causar intoxicações devem ser mantidos em locais altos e trancados.

05 – Janelas e sacadas

Telas de proteção nas janelas e sacadas são sempre a melhor escolha para quem tem crianças pequenas em casa. Mas antes de adquiri-las, lembre-se de checar o peso máximo suportado pela rede e a vida útil do material, além de fazer uma inspeção periódica para ter certeza de que tudo está funcionando corretamente. Também é importante orientar as crianças a não se apoiarem nas telas e tomarem cuidado com esses locais.

06 – Quarto

O local onde as crianças passarão a maior parte do dia precisa ser 100% seguro. Atente-se sempre à classificação indicativa dos brinquedos e evite aqueles que fazem sons estridentes, porque podem afetar a audição dos pequenos. No berço, as grades não podem ter mais do que 5 cm entre elas e, além disso, é preciso tomar cuidado com brinquedos, travesseiros e lençóis, pois podem causar sufocamento.

07 – Fora de casa

A segurança das crianças deve ser levada em consideração em qualquer lugar, seja dentro de casa ou fora dela. Na rua, ensine desde cedo como o trânsito funciona, o que significa a sinalização e qual a maneira correta de atravessar. No playground, fique sempre atento e não permita que as crianças brinquem em brinquedos que não são adequados para sua faixa etária. Quedas podem provocar lesões seríssimas e o risco é quatro vezes maior se a criança cair de um brinquedo mais alto que 1,5 m. No jardim, é preciso tomar cuidado com plantas tóxicas, lajes e piscinas, tudo sem comprometer a diversão da garotada.